Pulp Fiction

Direção Quentin Tarantino

Um país que viveu várias guerras durante toda sua história e o único a lançar duas bombas atômicas, isso é resultado de um governo que deveria dar o bom exemplo para a população, mas acabou transformando essa população em uma sociedade com medo de todo tipo de ameaça.

O filme mostra essa decadência da sociedade americana. Um país povoado por pessoas que se matam por motivos banais, como os personagens Vincent e Jules. No momento em que eles matam os traidores de Marsellus no apartamento e quando estouram a cabeça do jovem dentro do carro. Eles não demonstram preocupação por terem matado o jovem, discutem apenas como eles vão limpar o carro. Tarantino mostra no filme que a vida não tem mais valor para a sociedade e que o único valor mostrado no filme é a auto-preservação que cada personagem/pessoa tem.

Os personagens não têm valores morais. Elas fazem tudo por dinheiro, são facilmente compradas e deixando de lado muitas vezes a honra e a tradição em função disto. Algo que não ocorre com o personagem Butch, que acaba vencendo a luta de boxe, em vez de perder como era o combinado com Marcellus, além disso, ele preserva a tradição do relógio de seu bisavô. A tradição de Guerra é mostrada no filme, quando o Capitão Koons entrega o relógio para Butch e conta toda a história do relógio e a sua importância para a família de Butch. Apesar de Tarantino fazer uma grande piada sobre onde foi guardado o relógio (no Anus), quando o Pai de Butch e o Capitão Konns estiveram presos, ele conta através dessa pequena historia do relógio, que resistiu a 1°, 2° Guerra e a Guerra do Vietnã. Uma possível explicação de como a sociedade americana chegou naquele estágio de desvalorização da vida, um país que tem sua história marcada por Guerras.

Jules é um personagem que acaba vendo um valor na vida no final do filme, quando o casal Pumpkin e Jody assalta o restaurante e pega a sua carteira, ele acaba os deixando ir embora e dá dinheiro a eles ao invés de matá-los. Talvez tenha os deixando ir apenas porque estava cansado daquela vida. Ele parece mudar após o “milagre”, cena em que Lance atira várias vezes e não acerta nenhum tiro nele e em Vincent.

Os imigrantes foram citados em algumas passagens do filme, como a mexicana que ajuda Butch e quando Pumpkin fala para Jody que os imigrantes não dão a mínima para o dinheiro do patrão no caso de um assalto. Imigrantes que de certa forma construíram os EUA e o mantém em funcionamento através da mão de obra barata, mas que são perseguidos pelos americanos.

Os únicos personagens que demonstram amor e preocupação entre eles são os assaltantes Pumpkin e Jody do inicio do filme e o casal Butch Coolidge e Fabienne, apesar dele debochar dela em alguns momentos do filme. Os outros personagens não demonstram amor ou mesmo preocupação entre eles. No filme não existe a imagem da família, existe apenas casais sem filhos ou mesmo filhos com apenas uma mãe ou pai como o personagem Butch, não ocorre como o filme O Poderoso Chefão que mostra a importância em proteger a família e o amor entre elas. Tarantino tentou mostrar como a sociedade se perdeu e chegou a essa decadência que está.


Escrito por Osvaldo Reis